Ghost Town (EUA, 2008) ***INÉDITO NO BRASIL***

Genre :

[youtube 5CLx7XiOO_Y]

Traduzindo o slogan do cartaz acima: Ele vê pessoas mortas… e elas enchem o saco. Talvez essa seja uma das melhores sacadas que parodiam “Sexto Sentido“. E não é só isso. Um dentista egoísta e chato (Ricky Gervais de “Uma Noite no Museu“) tem uma experiência de quase morte durante uma cirurgia e volta vendo pessoas mortas precisando de sua ajuda. Um dos espíritos (Greg Kinnear de “Banquete do Amor“) faz o seguinte acordo com o dentista: se ele ajudá-lo a separar sua ex-mulher e agora viúva (Téa Leoni de “As Loucuras de Duck e Jane“) de um advogado que ele considera o charlatão, vai deixá-lo em paz, junto com todos os outros. O problema é que ela é vizinha do protagonista e não o suporta pelo sei jeito egoísta.

O filme começa ganhando pela escolha do protagonista. Gervais está longe de ser o estereótipo de galã e faz um personagem nojento mesmo, mas também engraçadíssimo. O desenvolvimento da relação entre ele e a personagem de Leoni também é natural, sem forçar a barra, e seu maior feito é fazer que o espectador acredite piamente que algo de bom possa sair entre os dois. Outro ponto vai para o personagem de Kinnear: apesar de querer o bem para a esposa mesmo depois de morto, ele tem caráter duvidoso, o que o torna ainda mais interessante.

Ótimos diálogos, com tiradas hilárias, atuações convincentes e roteiro mais ainda, o qual sabe ser engraçado e carismático ao mesmo tempo (lembra outro bom filme, “Morrendo e Aprendendo“), fazem de “Ghost Town“, uma das comédias mais inteligentes do ano passado.

[rating:4]


Ficha Técnica

Elenco:
Ricky Gervais
Téa Leoni
Greg Kinnear
Billy Campbell
Dana Ivey
Aasif Mandvi
Kristen Wiig
Alan Ruck

Direção:
David Koepp

Produção:
Gavin Polone

Fotografia:
Fred Murphy

Trilha Sonora:
Geoff Zanelli

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Daniel Bezerra
    on

    Ai Aldo a prova de que tem como fazer algo interessante e criativo dentro de um tema tão batido como eh o de fantasma. O filme eh bacana com um dialogo inteligente esse autor principal deu uma vida nesse personagem criando algo bastante realista. Parece q o personagem e o autor eh a mesma coisa. nao sei si vc entende o q eu quero dizer. A mensagem do film tb eh bastante original realmente estava faltando um filme que fizesse nos pensarmos o quanto somos egoistas e idiotas vivendo no nosso mundinho q muitas x si torna uma merda. A realidade muitas xs eh pior do q a ficçao. Obrigado por ter feito essa critica si nao jamais iria aluga-lo ou assisti-lo e muito menos saber q esse filme existisse.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑