Loucas por Amor, Viciadas em Dinheiro (“Mad Money”, EUA, 2008)

Genre :

[youtube eB4HnLF0HTM]

Diane Keaton já foi uma grande atriz, vide tantos sucessos como “A Garota do Tambor“, “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” e, claro, “O Poderoso Chefão“. Mas desde os anos 2000 ela virou uma operária padrão de Hollywood, cujos papéis se resumem em ser a mamãe coroa gostosona e pra frente que ainda dá um caldo. Chegou até a aparecer nua no quase bom “Alguém tem que Ceder“.

Mas neste seu mais recente longa, ela chegou no fundo do poço. Ela é uma devotada esposa que com a demissão de seu marido (Ted Dawson de “Os Maiorais“), se emprega num banco e arma junto com duas novas colegas um mirabolante plano para roubar a grana aos poucos. Quando descobrimos que essa é uma refilmagem de uma comédia feita há apenas 7 anos, já denota a falta de criatividade e originalidade de seus realizadores. Começando pelo plano do assalto, vemos que o banco tem uma segurança inferior à padaria da esquina. O roteiro piora cada vez mais, pois já sabemos que elas são presas logo no início, pois as cenas vão e voltam no tempo mostrando um ridículo interrogatório. Ridículo, pois nunca vi pessoas tão relaxadas ao serem presas por roubo e fraude.

E se as comparsas da protagonista são apenas estereótipos – a burrinha é Katie Holmes, esposa de Tom Cruise que um dia já fez “Batman Begins“; e a mãe de família é Queen Latifah de “Hairspray” que topa qualquer parada – o único que se salva é o personagem de Dawson que passa a impressão de que ele nem acredita que está fazendo esse filme.

E não se pode terminar a resenha sem falar da própria Keaton a qual interpreta uma das personagens mais imbecis e afetadas de toda sua carreira. Só nos resta torcer para que ela saia desse mar de lama e faça filmes melhores e com títulos menos cafonas.

[rating:1]


Ficha Técnica

Elenco:
Diane Keaton
Ted Danson
Katie Holmes
Adam Rothenberg
Queen Latifah
Sterling Blackmon
Christopher McDonald

Direção:
Callie Khouri

Produção:
James Acheson
Jay Cohen
Frank DeMartini

Fotografia:
John Bailey

Trilha Sonora:
Marty Davich
James Newton Howard

 

2 Comments

Leave us a comment

  • RODOLFO MARQUES
    on

    O filme “Loucas por amor – Viciadas em dinheiro” realmente aposta numa fórmula gasta e sem grandes novidades criativas para o público. O roteiro que prioriza uma relação de 3 mulheres que querem de todos os jeitos dar um grande golpe não representa nada novo e, mesmo apesar do esforço de suas intérpretes – com destaque para Queen Latiffah -, o filme não emplaca em nenhum momento. As falhas conceituais vão desde as situações mais escatológicas – que não conseguem chamar a atenção – até às cenas supostamente engraçadas, mas que não empolgam ao público.
    Ademais, o personagem que mais chamou a atenção foi o de Ted Danson (ele mesmo, o pai da criança em “Três Solteiros e um Bebê”, em que divide a cena do Kristie Alley, Tom Selleck e Steve Gutenberg) que, bastante envelhecido, dá um tom interessante ao papel de um golpista medroso, mas necessitado.
    Como entretenimento em falta de melhores opções, vale sim. Mas, para quem realmente gosta de cinema, “Loucas por amor – Viciadas em dinheiro” deixa muito a desejar. E Katie Holmes ainda é uma mulher bonita, apesar de não ser, em minha modesta opinião, a mais bela das “Sras. Tom Cruise”.
    Aquele abraço para o poster principal deste site, meu amigo Aldo Alves, e até à próxima!

  • Pingback: Melhores e Piores de Agosto/08 | CineCríticas

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑