O Melhor Pai do Mundo (“World’s Greatest Dad”, EUA, 2009)

Genre : ,

Robin Williams (“Surpresa em Dobro“) é Lance, um escritor frustrado e pai divorciado cujo filho adolescente Kyle (Daryl Sabara de “Os Fantasmas de Scoorge“) o odeia e só faz tratá-lo mal. Pra piorar o relacionamento de ambos, Lance é professor da escola do filho, enquanto este vive tirando notas baixas e se metendo em confusão. Como se não bastasse, o moleque ainda é um pervertido sexual (mesmo sendo virgem) e se interessa por práticas como escatologia ou até masturbação envolvendo sufocamento (o indivíduo se masturba enquanto força uma corda amarrada em seu pescoço a cortar-lhe o oxigênio).

Um dia Lance encontra Kyle morto em seu quarto justamente num acidente de masturbação. A sentença pode parecer engraçada, mas é extremamente dramática. E pra quem acha isso impossível, o ator David Carradine de “Kill Bill” morreu das mesmas causas em 2009. Para que as condições vergonhosas de sua morte não se espalhem, o pai simula um suicídio e escreve uma belíssima carta de despedida como se fosse o filho. O que ele não sabia é que o texto da carta iria se espalhar e Kyle, o qual sempre fora considerado um idiota, iria virar um ídolo na escola e que Lance iria colher os frutos desse sucesso. Daí temos o dilema de sustentar uma mentira, mesmo que esta ajude outras pessoas ou se ver livre de tudo, confessando o que houve.

Repare que apesar de parecer um drama familiar, trata de temas bastante delicados, polêmicos e pesados. Sem dúvida, um dos roteiros mais originais do ano num filme onde quase todas as escolhas são acertadas. Por exemplo, a decisão do suicídio só acontecer depois de um terço da projeção, visto que dessa maneira temos a noção clara do relacionamento dos dois. Por sinal, o ator teen Daryl Sabara dá um show de interpretação de tal forma a fazer o público sentir até ojeriza dele. O mesmo não pode ser dito de Williams. Nos seus últimos papéis, ele parece escolher sempre fazer um sujeito introspectivo, tímido e frágil. Até que funciona bem aqui, mas em certos momentos parece faltar alguma carga dramática, pois a persona se parece mais com o ator do que com o personagem.

Em alguns momentos a narrativa se quebra por conta de um ritmo irregular, mas por outro lado conta com uma ótima trilha sonora, indo de David Bowie até Bruce Hornsby, o qual faz uma pequena participação como ele mesmo. Ainda tem algumas poucas mas ótimas sacadas de comédia, como na cena em que Lance chora lembrando do filho ao olhar para uma revista pornô.

O Melhor Pai do Mundo” vai muito além de seu roteiro genial. Ele mostra o quanto o ser humano é complexo, egoísta e muitas vezes condena pessoas para logo depois, tomar atitudes tão ruins quanto, ou até piores que aquele que condenou. É um ótimo achado para bons olhos.

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Robin Williams
Daryl Sabara
Alexie Gilmore
Tom Kenny
Geoffrey Pierson
Henry Simmons
Toby Huss
Morgan Murphy
Naomi Glick
Dan Spencer
Zach Sanchez
Evan Martin
Bruce Hornsby

Direção:
Bobcat Goldthwait

Produção:
Howard Gertler
Richard Kelly
Sean McKittrick
Tim Perell

Fotografia:
Horacio Marquinez

Trilha Sonora:
Gerald Brunskill
Linda Cohen
Bruce Hornsby

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑