Pulse 3 (EUA, 2008) ***INÉDITO NO BRASIL***

Genre :

[youtube oYOtuHWMzB0]

O primeiro “Pulse” foi uma ótima idéia muito mal desenvolvida. O segundo apenas pegou o que já era ruim no original e o tornou ainda mais sem sentido. O terceiro poderia ter sido diferente, já que haviam muitas possibilidades para uma trama situada sete anos após os acontecimentos do primeiro filme, com as pessoas vivendo em cidades-favelas sem nenhuma eletricidade, até que uma menina (coincidentemente a sobrevivente do antecessor) descobre um notebook e passa a se comunicar com um rapaz que está na cidade. Numa daquelas atitudes idiotas de filme de terror, ela foge da sua favela e vai a pé (sério) para a metrópole.

Então presenciamos mais de 40 minutos onde nada acontece. Situações sem a menor conexão com o cerne da história são jogadas na tela apenas pra fazer o tempo passar. Esqueçam os efeitos especiais. Eles existem, mas a produção não parece querer perder tempo com eles. Ao chegar à cidade, o roteiro subverte tudo o que se sabia. Os espíritos ficaram bonzinhos? Um programa faz os espíritos virarem gente? Dá pra prender um espírito num quarto? A nossa protagonista virou simpatizante dos fantasmas? O que é aquele cachorro com ela? O pior é ver espíritos que ficam parados sem fazer nada se comunicando através de mensagem no celular. Após um dos monólogos mais chatos da história do cinema, “Pulse 3” termina numa grande bomba. Literalmente.

[rating:0.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Rider Strong
Brittany Finamore
William Prael
Georgina Rylance

Direção:
Joel Soisson

Produção:
Michael Leahy

Fotografia:
Brandon Trost

Trilha Sonora:
Elia Cmiral

 

2 Comments

Leave us a comment

  • Vinícius
    on

    OFF: Não achei a crítica do Dragonball no site, já colocou já?

  • curare
    on

    Pelas miríades de estrelas que existem na Via Láctea! O que faz um ser humano, assistir esse filme??? Caro Aldo mude de emprego antes que o seu cérebro seja lesado de forma irreversível. Eu não consegui sequer assistir o primeiro. Você deve ser muito bem remunerado para se dispor a isso.

Leave a Reply to Vinícius Cancel Reply

↑ BACK TO THE TOP ↑