Quase Irmãos (“Step Brothers”, EUA, 2008)

Genre :

[youtube ldD3eMI7ytE]

Que o Will Ferrell (“Os Aloprados“) só sabe fazer comédia interpretando um único tipo, todo mundo já sabe. O que faz seus filmes serem melhores ou não – além do roteiro, é claro – diz respeito à química obtida com os demais personagens ou com seu parceiro principal. Nesse caso o público deu sorte: o sempre inspirado, há muito injustiçado e só há pouco tempo redescoberto John C. Reilly, do sensacional “A Vida é Dura“, faz um trabalho hilário.

Ambos já estão na faixa dos seus 40 anos, mas são desempregados e moram com os pais, ou melhor, Brenan (Ferrell) com sua mãe e Dale (Reilly) com seu pai, ambos divorciados de terceiros. Até que eles (os pais) se conhecem, se apaixonam e decidem morar juntos e levando seus filhos a reboque. Mimados ao extremo Brenan e Dale não se suportam e fazem de tudo para sabotar a vida um do outro.

É lógico que todos sabemos onde isso vai dar. Mas a história, como sempre absurda, foi concebida com aquele bom humor politicamente incorreto das melhores comédias da atualidade e, por mais que muita gente já tenha se enjoado da cara de Ferrel, sua relação com Reilly rende ótimas e novas piadas.

Tudo isso não seria possível se o filme não tivesse um pé no chão, aqui representados pelos atores que interpretam a mãe de Brennan e o pai de Dale, Mary Steenburgen (“A Proposta“) e Richard Jenkins (“O Visitante“). Ao contrário de comédias onde os personagem sérios parecem cegos frente aos atos inconseqüentes (para não dizer quase retardados) cometidos pelos protagonistas imbecis, aqui eles (os pais) reagem com autoridade e severidade, mostrando que a própria produção entende o quão absurdo é aquela situação. E por isso mesmo se torna mais engraçada. “Quase Irmãos” é uma ótima pedida de comédia pra quem pensa que já riu de tudo.

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Will Ferrell
John C. Reilly
Mary Steenburgen
Richard Jenkins
Jason Davis
Kathryn Hahn
Adam Scott
Horatio Sanz
Seth Rogen

Direção:
Adam McKay

Produção:
Judd Apatow
Jimmy Miller
Sidney Kimmel

Fotografia:
Oliver Wood

Trilha Sonora:
Jon Brion

 

1 Comment

Leave us a comment

  • curare
    on

    Bom filme com Will Ferrell, todos já sabem: é para mentes limitadas, infantis ou insanas. Só me lembro dos seguintes filmes assistíveis dele: Mais estranho que a ficção (Stranger than Fiction), Quem não matou Mona? (Drawning Mona). Digo isto, não por causa dele, mas pelos péssimos filmes nos quais ele atuou. Ele destacava-se bem no Saturday night. Assim que der vou assistir este, só espero que o Aldo não tenha surtado. Fora os dois filmes que citei, não arrisque-se a assistir os outros filmes dele.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑