Scott Pilgrim Contra o Mundo (“Scott Pillgrim vs. The World”, EUA, 2010)

Genre : ,

Filmes-conceito ou filmes-experiência geralmente são feitos para públicos seletos. E também em sua maioria apresentam experiências sombrias como “Anticristo“, “Espíritos Condenados” ou “Valhalla Rising“. Então é com uma gratíssima surpresa ver uma produção com energia positiva, diametralmente oposta aos demais.

Scott Pilgrim traz Michael Cera de “Juventude em Revolta” fazendo o que faz melhor… ou fazendo a única coisa que sabe fazer, um garoto insuportavelmente tímido e deslocado que toca numa banda de rock e conhece o amor de sua vida. Pra ficar com ela terá que enfrentar os sete super ex-namorados do mal.

Como já deu pra perceber, toda a narrativa é feita como num universo de vídeos-game. Tal qual um mero encanador vira um Super Mário que derrota dragões, aqui Scott enfrenta seus arquiinimigos com uma súbita desenvoltura ninja e forças colossais que beiram a realidade de “Matrix“. E essa será a experiência que o espectador terá: a de ver um filme como uma mistura de vídeo game com HQ.

Entretanto, não ficou na pretensão: a edição sensacional de Jonathan Amos e Paul Machliss e os efeitos especiais da Double Negative e Mr. X, aliados à direção segura do experiente em comédias Edgar Wright (“Chumbo Grosso“) desenrola uma das melhores comédias de 2012 que, mesmo com tantas referências, é compreensível e acessível para qualquer um. Lógico que, apesar disso, não é qualquer um que vai aprovar a sucessão de absurdos que povoam suas quase duas horas de projeção. Principalmente aqueles que, sem desmerecer em momento algum, preferem uma Hollywood plana com o pé fincado na realidade concebível.

Os personagens estão impagáveis com destaque para o amigo gay de Scott, feito pelo talentosíssimo Kieran Culkin (sim, irmão do Macaulay “Esqueceram de Mim” Culkin), o qual merecia ficar com o papel principal. Cera que continua com todos os seus cansativos maneirismos que no primeiro ato quase o aproximam de uma maneira feminina de atuar, é salvo por um roteiro que, a partir do segundo ato exige mais ação e menos conversa.

Scott Pilgrim Contra o Mundo” está para a comédia assim como “Sin City” está para a ação, usando, é claro, conceitos bem diferentes. Uma pérola do pop. Ah, e o DVD tem extras engraçadíssimos.
[rating:4.5]

Ficha Técnica

Elenco:
Michael Cera
Mary Elizabeth Winstead
Kieran Culkin
Chris Evans
Anna Kendrick
Brie Larson
Alison Pill
Aubrey Plaza
Brandon Routh
Jason Schwartzman
Johnny Simmons
Mark Webber
Mae Whitman
Ellen Wong
Benjamin Lewis
Satya Bhabha

Direção:
Edgar Wright

Produção:
Eric Gitter
Nira Park
Marc E. Platt

Fotografia:
Bill Pope

Trilha Sonora:
Nigel Godrich
Kathy Nelson

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Juliano
    on

    Filme muito louco! Não quis dizer com isso que é bom, ou que é ruim…
    Ainda não consegui definir se gostei ou não, mas ao final, acredito que foi uma boa diversão. E a fotografia é muito, muito bonita!
    Curioso que me lembrou Kill Bill, mas sem espadas e sangue, apenas o estilo “viajão” da história mesmo rsrs.
    Mesmo assim, me sinto surpreso ao ver 4,5 estrelas do Aldo!

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑