Sexo Sem Compromisso (“No Strings Attached”, EUA, 2011) ***NOS CINEMAS***

Genre : , ,

Depois da visceral e oscarizada atuação de Natalie Portman em “Cisne Negro” é mais do que na hora dela fazer algo mais leve. E, por incrível que pareça, aqui ela mais uma vez salvou a pátria.

A premissa da produção chama atenção pela originalidade: ao contrário das comédias românticas em que o casal se odeia no início e se ama no final, esta acompanha a amizade de Emma (Portman) e Adam (Ashton Kutcher de “Par Perfeito“) que após um sexo casual, decidem ter uma amizade colorida, apenas para sexo sem compromisso (como versa o título). Ao longo do caminho, é claro, os sentimentos podem começar a aflorar.

Com a ótima química do casal de protagonistas, é interessante notar e sensível inversão de papéis, visto que desde o início Adam nutre sentimentos por Emma e encontra nesse acordo sexual, uma oportunidade para conquistá-la, enquanto que Emma só pensa mesmo na falta de amarras como o melhor tipo de relação, escondendo sua insegurança por qualquer tipo de envolvimento.

Agora é notório que é Portman quem segura o filme. Ela conseguiu dar a um personagem que passaria apenas por “mais um” numa comédia romântica regular, uma profundidade tal que mostra que uma atriz de verdade consegue brilhar em qualquer papel. Não obstante, deve-se registrar que ela está simplesmente apaixonante. E esse é seu grande trunfo: ela convence o público de que Adam gostaria de passar o resto da vida com ela… até porque a platéia masculina também há de concordar com esse fato.

Para nossos dois heróis, o diretor Ivan Reitman (lembram de “Caça-Fantasmas“?) montou perfeitamente um contexto criativo que faz a história ter seu grande diferencial. Infelizmente o mesmo não se pode dizer de seu elenco coadjuvante. Nunca numa comédia romântica um grupo de artistas tão sem graça esteve junto para proporcionar uma experiência acessória tão frustrante, com uma ou duas raríssimas exceções. Até mesmo o ótimo Kevin Kline, que já trabalhou com Reitman em “Será que Ele é?” é desperdiçado na única subtrama que teve potencial para ser engraçada, mas não decolou. Há de se pensar que essa escolha tão equivocada foi feita para destacar ainda mais os protagonistas, mas ainda sim, seu diretor de casting podia ter feito qualquer coisa melhor.

Sorte que existe uma Natalie Portman no mundo (e no filme) que carrega inclusive Kutcher, o qual mesmo com muito carisma, ainda reveza entre suas duas únicas expressões faciais de “muito bobo” e “meio bobo”. Isso mais a envolvente trilha de John Debney (“Predadores“) são suficientes para tornar “Sexo Sem Compromisso” um exemplar obrigatório para solteiros e casais onde muita gente vai sentir afinidade com Adam ou Emma. E essa é a idéia.

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Natalie Portman
Ashton Kutcher
Kevin Kline
Greta Gerwig
Cary Elwes
Lake Bell
Olivia Thirlby
Chris “Ludacris” Bridges
Jake Johnson
Matthew Moy
Mindy Kaling
Talia Balsam
Ophelia Lovibond

Direção:
Ivan Reitman

Produção:
Jeffrey Clifford
Joe Medjuck

Fotografia:
Rogier Stoffers

Trilha Sonora:
John Debney

 

2 Comments

Leave us a comment

  • Jack
    on

    Realmente as frases: Agora é notório que é Portman quem segura o filme. Ela conseguiu dar a um personagem que passaria apenas por “mais um” numa comédia romântica regular, uma profundidade tal que mostra que uma atriz de verdade consegue brilhar em qualquer papel. Não obstante, deve-se registrar que ela está simplesmente apaixonante.

    Essa é a verdade do comentário acima, o filme é muito bom sim, a atuação dela é fantástica e acaba por seduzir o filme todo. Adorei .

Leave a Reply to ana carolina Cancel Reply

↑ BACK TO THE TOP ↑