Sombras de um Desejo (“Possession”, EUA, 2007)

Genre : ,

Sarah Michelle Gellar (“Veronika Decide Morrer“) é Jess, uma advogada que tem uma vida perfeita com o marido Ryan (Michael Landes de “Mente Obsessiva“). O casamento só é maculado pelo irmão problemático de Ryan, Roman (Lee Pace de “Quando em Roma“), pois o mesmo já foi preso várias vezes por agressão, está morando por enquanto no lar do casal e sempre criar problemas para ambos.

Numa coincidência, digamos cósmica, há uma colisão entre o carro dos dois irmãos e ambos entram em coma. Quando Roman acorda, ele está com a personalidade de Ryan, o qual ainda está dormindo. E surgem as questões: será que houve algum tipo de troca de corpos? Jess ficará com Roman sendo Ryan? E se Ryan acordar, o que acontece?

Baseado num filme de J-Terror (uma denominação para terror oriental), “Sombras de um Desejo” tem seus dois primeiros atos à frente com esta ótima premissa. Contudo, fica cambaleando entre o romance e o suspense e a dupla de diretores toma a equivocada decisão de mostrar certas cenas de romance com uma trilha de suspense, como se quisessem dizer “não fiquem contentes que algo está errado”. Em parte, isso acaba estragando a surpresa. Mas nem era preciso tanto esforço, já que a surpresa estraga a si própria: talvez porque o povo do sol nascente tem crenças bastante diferentes, na hora em que foram “americanizar” esta produção, misturaram elementos sobrenaturais com terrenos e o resultado fica muito difícil de engolir. Sem revelar o que é, digo que é quase impossível conceber determinadas atitudes que levam a essa surpresa.

Mas o que disfarça essa algazarra narrativa são os cuidados técnicos constantes (a cena do acidente com a montagem do porta retrato é quase irrepreensível) e uma contida, mas ótima atuação de Gellar, com seu personagem se recusando a acreditar logo que seu marido poderia estar no corpo de seu cunhado. “Sombras de um Desejo” chega a ser um suspense razoável, força a barra em alguns momentos, principalmente no final, e prova de uma vez por todas que se cunhado fosse bom, não começava com c…

[rating:2.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Sarah Michelle Gellar
Lee Pace
Michael Landes
Chelah Horsdal
Tuva Novotny

Direção:
Joel Bergvall
Simon Sandquist

Produção:
Doug Davison
Guy East
Roy Lee
Nigel Sinclair
Bob Yari

Fotografia:
Gregory Middleton

Trilha Sonora:
Andreas Alfredsson Grube
Cristian Sandquist

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Ícaro Guimarães
    on

    Gostei bastante do filme,foi uma grande surpresa na verdade.Acho que os diferentes caminhos que a trama toma,foi uma decisão muito acertada dos diretores. dosagens de romance e sobrenatural deixaram a história interessante.Os atores também desempenham seu papel muito bem,tornando o resultado final bem agradável.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑