Street Fighter – A Lenda de Chun-Li (“Street Fighter: The Legend of Chun-Li”, EUA / Canadá / Índia / Japão, 2009)

Genre :

[youtube eqzoWXtYgBs]

Às vezes o espectador tem que ver pra crer. Era praticamente impossível conceber depois de que o primeiro Street Fighter de 1994 com Van Damme se revelou um filme ridículo e um fracasso de bilheteria e crítica, alguém ia se atrever a mexer nesse desastre. Mas Hollywood acha que temos uma memória fraca e nos traz uma das histórias mais picaretas de todos os tempos, num filme, pelo menos, não tão alegórico quanto o seu antecessor (se bem que não há qualquer relação entre os dois).

Provavelmente o roteiro de Street Fighter foi apenas adaptado de outro filme policial de quinta categoria e salpicaram alguns poucos personagens do game. Kristin Kreuk da série “Smallville” é Chun-Li, a qual te o pai seqüestrado pelo Mr. Bison (Neal McDonough de “O Traidor“). Anos depois ela resolve procurar por ele e conta com a ajuda de um policial (Chris Klein de “Apenas Amigos“). Aliás Klein está num dos piores papéis da sua vida. Sua interpretação chega a ser inacreditavelmente grotesca. O cara tinha que ser exonerado da carreira.

Apesar de ter uma produção técnica certinha e alguns efeitos que enganam, a história em si é intragável. A missão de ver esse “Street Fighter” até o final é grande quando se pensa em engolir coisas como o vilão ter passado toda a bondade dele para a filha recém-nascida e agora querer achá-la para… fazer não se sabe o que. Isso mesmo, toda a trama não faz nenhum sentido. O filme termina sem ninguém saber as motivações dos personagens. Como se cenas de ação aleatórias cruzassem a tela sem nenhum objetivo e com pouquíssimo nexo. Ver os dois exemplares da franquia apenas ensina que, assim como existem belezas diferentes, também existem feiúras diferentes. E como!

[rating:0.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Kristin Kreuk
Chris Klein
Neal McDonough
Robin Shou
Moon Bloodgood
Josie Ho
Taboo
Michael Clarke Duncan

Direção:
Andrzej Bartkowiak

Produção:
TiPatrick Aiello
Ashok Amritraj

Fotografia:
Geoff Boyle

Trilha Sonora:
Stephen Endelman

 

2 Comments

Leave us a comment

  • Thaz
    on

    Assisti o filme e é realmente um lixo, sem pé nem cabeça. Personagens superficiais, história nula, chris klein FAIL.

    O Neal McDonough fazendo o vilão de ‘Com as próprias mãos’ é mais ameaçador do que o Bison haha.

    Abraço.

  • Clayton
    on

    Nem acredito que me dei ao trabalho de comentar, mas no dia do juízo final não quero que pese contra mim o fato de não ter alertado sobre essa bomba. Não podia haver comparação melhor do que a crítica feita, é um filme “policial” de 5ª categoria com alguns personagens recebendo o nome dos heróis do arcade. Fazia tempo que eu não via uma atuação tão canastrona como a de Chris Klein. Michael Clarke Duncan deve ter enlouquecido ou está com dívidas de jogo pra embarcar nessa canoa furada. E que desperdício ver Kristin Kreuk esforçando-se para dar um bom motivo para assistirmos até o fim este filme (?). Permanece o débito com os fãs de uma película pelo menos comestível do game, só não sei se vou ter coragem de conferir.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑