Tinha que Ser Você (“Last Chance Harvey”, EUA / Inglaterra, 2008)

Genre :

[youtube OoBCHnzl8Gw]

Um dos gêneros que raramente vêem a luz do dia é o de romances na terceira idade ou quase lá. Principalmente quando não há o elemento de comédia envolvida. Mas é aí que atores de peso como Dustin Hoffman (“A Loja Mágica de Brinquedos“) e Emma Thompson (“Mais Estranho que a Ficção“) entram para dar o grande diferencial à produção.

O filme fala de como a solidão atinge a vida das pessoas, principalmente depois dos 40, caso elas deixem boas oportunidades passarem. Hoffman É Harvey, compositor de jingles divorciado que vai a Londres ao casamento da filha que há muito não vê, por sua própria culpa como pai ausente. Com o emprego em risco e deslocado no meio de sua própria (ex) família, ainda encara o fato de que o sogro de sua filha acabou tomando seu lugar como pai. Thompson é Kate, que por conta da doença da mãe e por decepções amorosas acabou passando a vida sem viver, além de trabalhar num emprego tedioso.

Eis que os dois casualmente se encontram – depois de alguns desencontros – e passam a se conhecer através de ótimos e reveladores diálogos. Quem já viu “Antes do Amanhecer” e “Antes do Por do Sol” ira se identificar com a dupla de protagonistas, diferenças de idade a parte. E um romance que se baseia na química entre atores só tem a ganhar, pois ambos parecem muito confortáveis e com a bagagem que têm, conseguem transformar uma obra que poderia passar em branco em algo digno de se emocionar.

Mais ainda, fica há anos luz de clichês do gênero, com um pé calcado na realidade de qualquer relacionamento, mesmo que evoque a esperança no amor como lição mais edificante. Com um bonito making off onde os atores desfiam elogios um para o outro, “Tinha que Ser Você” prova que nunca é tarde para amar e, muito menos para alugar o DVD.

[rating:3.5]


Ficha Técnica

Elenco:
Dustin Hoffman
Emma Thompson
Eileen Atkins
Kathy Baker
Liane Balaban
James Brolin
Richard Schiff
Tim Howard
Wendy Mae Brown
Bronagh Gallagher

Direção:
Joel Hopkins

Produção:
Tim Perell
Nicola Usborne

Fotografia:
John de Borman

Trilha Sonora:
Dickson Hinchliffe

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Marilia Ferreira
    on

    É, acabei de ver. Salvo a decepção do final do filme estar meio riscado e travar, foi ótimo – comentarei o acontecido terça feira na locadora 🙂
    Enfim, é um bom filme, sem aquela pieguice, embora seja tocante.
    Um dos motivos de eu ter gostado do filme foi ele abordar um tema muito interessante sobre outra perspectiva: 40/50/60 anos de idade é uma ótima hora de recomeçar. Sempre é hora de recomeçar.
    O diretor poderia ter feito essa história com um casal de recém-formados na faculdade, na mesma situação.
    Mas não. Não haveria a mesma ‘química’, a mesma potência do que essa versão muito mais que original.
    Não preciso falar nada sobre Hoffman, acho que palavras são totalmente desnecessárias para essa figura.
    Adorei o filme.
    Podem alugar e não vão se arrepender ;D

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑