Três Vezes Amor (“Definitely, Maybe”, EUA, 2008)

Genre :

[youtube NfUwvTvzrg8]

Qualquer comédia romântica ou romance bem humorado deve cativar o público de alguma forma para se destacar, já que o roteiro desse gênero costuma ser enlatado ao ponto do público já saber o final. Isso pode ser feito com boas e divertidas atuações, direção ágil, trilha sonora certa na hora certa, enfim, uma série de recursos. Agora imagine um filme do gênero que tem tudo isso e mais um roteiro fantástico e totalmente original. Estamos falando de “Três Vezes Amor“.

A história parte de uma conversa entre pai e filha. Ela é Maya (a fantástica Abigail Breslin de “Pequena Miss Sunshine”) e volta do colégio cheia de perguntas sobre relacionamento para o pai (Ryan Reynolds de “Apenas Amigos”), o qual está em processo de separação da mãe de Maya. Essas perguntas culminam num enigma amoroso: ele decide contar a história de seus três relacionamentos trocando os nomes das mulheres para que Maya consiga descobrir qual delas é sua mãe.

E a produção segue cheia de reviravoltas, com interrupções engraçadíssimas da personagem de Breslin. O melhor é a mensagem: mais que descobrir o enigma, o importante é descobrir a felicidade. Mesmo as caras e bocas que Reynolds faz em todas as suas comédias não atrapalham o êxito do filme, cujo principal ponto é falar sobre relacionamentos de forma real, isto é, mostrando o quanto são complicados. “Três Vezes Amor” é mais que um divertimento para casais. É uma aula.

[rating:4]


Ficha Técnica

Elenco:
Ryan Reynolds
Isla Fisher
Derek Luke
Abigail Breslin
Elizabeth Banks
Rachel Weisz
Kevin Kline

Direção:
Adam Brooks

Produção:
Tim Bevan
Eric Fellner

Fotografia:
Florian Ballhaus

Trilha Sonora:
Clint Mansell

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Guilherme
    on

    novoo leiaute ta bonito

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑