Tudo Azul (“Blue State”, EUA / Canadá, 2007)

Genre :

[youtube 8l69ngWlqYE]

John (Breckin Meyer de “Minhas Adoráveis Ex-Namoradas“) é um correligionário da campanha de John Kerry à presidência dos EUA e se revolta quando George W. Bush se reelege (sim, o filme se passa naquela época). Ele havia feito uma promessa de se mudar para o Canadá caso Kerry perdesse, como numa forma de protesto, e procura um companheiro de viagem. Acha Chloe (Anna Paquin, a Vampira de “X-Men“), uma linda garota que inicialmente tem muitas afinidades com ele. Na viagem, vão descobrir aquilo que pode uni-los ou separá-los.

Disfarçado de um road movie romântico, a produção nada mais é que um discurso político vazio que vai ficando cada vez mais sem sal com o passar do tempo. O personagem de John só contribui para tornar essa saturação ainda mais sensível. Por outro lado, Anna Paquin, mesmo sem uto o que fazer, brilha com um olhar magnético apaixonante e, ela sim, tem um discurso coerente. Dá até pra compará-la com o próprio espectador, indignado com o caminho que o filme toma pra si.

A melhor parte do roteiro, entretanto é o choque que a dupla tem com a visão do Canadá em cima dos EUA. Aí sim, dá pra refletir. Tem um final bonitinho, daqueles para agradar os casais de plantão, mas está longe do que seria suficiente para um romance no mínimo razoável. No fim, “Tudo Azul” prega que das várias maneiras de protesto, agir é melhor que fugir. Em seu caso, o próprio filme fugiu.

[rating:2]


Ficha Técnica

Elenco:
Breckin Meyer
Anna Paquin
Gloria O’Neill
Joyce Krenz

Direção:
Marshall Lewy

Produção:
Kyle Irving
Andrew Paquin

Fotografia:
Phil Parmet

Trilha Sonora:
Nathan Johnson
Craig Richey

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑