Velozes & Furiosos 9 (“F9”)

Chegou aquele momento na saga em que a gente não sabe mais quem está vivo, quem está morto, quem é mocinho, quem é bandido, quem vai, quem volta, quem é quem na fila do pão e no jogo do bicho.

A franquia chegou num ponto de ousadia em que há algumas cenas em que os personagens discutem porque eles fazem coisas absurdas e saem das cenas de ação sem nenhum arranhão.

Nessa hora a produção já entregou que não passa apenas de um apanhado de cenas de ação que desafia qualquer lei da física, química e biologia, e que a única medida de seu sucesso (para si própria) é a criatividade, os novos elementos e novos efeitos especiais que serão usados.

A história pouco importa, a não ser o fato que aparentemente a liga dos roteiristas é ficar revisitando o passado de Dom (Vin Diesel). O passado dele é tão longo que ele parece ter mais de 100 anos. E nesse passado, desenterraram um irmão pra ele, interpretado por John Cena de “Brincando com Fogo” como um novo vilão que está atrás de um dispositivo que vai… preparem-se… dominar o mundo!

O roteiro tem tantos buracos que nenhum carro conseguiria trafegar. Para tentar colocar o máximo de personagens das continuações passadas na franquia, a história inventa correlações e conexões que não fazem o menor sentido, inclusive – como mostra o trailer – ressuscitar personagens virou a especialidade da casa. Assim, tudo recai nas costas do carisma dos personagens, o que é variável dependendo do artista, mas o saldo é positivo, tanto para os nossos heróis quanto para os vilões.

Olhando em retrospecto, a aposta é juntar esse carisma com as cenas de ação insanas para diluir as inúmeras falhas narrativas. Só que não dá para parar de rir nas cenas mais absurdas e chega a ser involuntário não gargalhar quando, por exemplo, os personagens usam carros para “suavizar” uma queda que na vida real seria fatal. Como se o capô de um carro fosse um colchão.

Tão verdade que a melhor parte do filme é sem dúvida a história do passado de Dom que, além de bem contada (em flashbacks) e com uma reviravolta dramática muito bem vinda no último ato, faz o espectador entender da motivação do protagonista desde o filme original. Por si só daria um filme solo.

Entretanto, essa não é a essência de “Velozes e Furiosos 9”, mas sim uma bagunça narrativa com outra bagunça em efeitos especiais e ainda mais bagunçado pela dinâmica maluca entre seus personagens, sejam eles vivos o mortos-vivos, bandidos ou mocinhos. Ah, tem cenas pós créditos.

Curiosidades:

– Num dos trailers aparece Dom vendo fotos de Brian (o saudoso Paul Walker). Essa cena não aparece no filme.
– É o filme mais longo da franquia, até agora.
– O diretor disse que o Han, interpretado por Sung Kang é o mesmo de um outro filme que ele fez, “Better Luck Tomorrow” de 2002 com o mesmo ator, fazendo assim com que esse seja um spin-off da saga feito 1 ano depois do original.

Ficha Técnica

Elenco:
Vin Diesel
Michelle Rodriguez
Jordana Brewster
Tyrese Gibson
Ludacris
Nathalie Emmanuel
Charlize Theron
John Cena
Finn Cole
Vinnie Bennett
Sung Kang
Michael Rooker
Anna Sawai
Helen Mirren
Kurt Russell
Lucas Black
Shad Moss
Thue Ersted Rasmussen
Don Omar
Shea Whigham
JD Pardo
Jim Parrack

Direção:
Justin Lin

Produção:
Vin Diesel
Jeff Kirschenbaum
Justin Lin
Neal H. Moritz
Joe Roth
Clayton Townsend
Samantha Vincent

Fotografia:
Stephen F. Windon

Trilha Sonora:
Brian Tyler

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑