Blitz (EUA, 2011)

Genre : ,

Jason Statham (“Assassino a Preço Fixo”) parece ter gostado de sua fama de personagem indestrutível e escroto nos filmes de ação. E até há produções do gênero que podem se beneficiar de um ícone do tipo. O problema é quando se faz um filme única e exclusivamente para explorar esse personagem sem nenhuma história por trás.

Aqui, Statham é o detetive de polícia Tom Brant, um cara que espanca pivetes, tortura informantes, grita e tira um sarro da cara do chefe, trata mulheres como vassalas, costuma trabalhar embriagado e, segundo consta, tem permissão pra tudo isso porque é uma espécie de super-herói. Detalhe: em momento algum, o roteiro mostra um histórico de captura notório que justificasse o injustificável. Ele então pega o caso de um assassino de policiais e se junta a um outro detetive gay (Paddy Considine de “Chumbo Grosso”) para resolver o caso.

Existe apenas um fiapo de história e várias tentativas rebuscadas, porém frustradas de dar um pouco mais de conteúdo. Seja por conta da desnecessária e quase absurda trama da amiga drogada que só faz tornar o filme ainda mais chato, seja pela química do protagonista com seu parceiro homossexual que não faz mexer nem a pálpebra do espectador, várias subtramas inócuas são inutilmente jogadas na tela enquanto o serial killer – detalhe que já sabemos quem é logo no início – continua sua matança, tão sem graça quanto qualquer outras cena.

Ou seja, o roteiro se baseia em o quão nosso herói quebrará todas as regras para pegar o assassino e como o fará. Resposta: sem a menor imaginação e com vários clichês vindos desde as produções policiais dos anos 70. “Blitz” não traz nada de novo. Ao contrário, deve levar 97 minutos da vida de quem assistir.
[rating:2]

Ficha Técnica

Elenco:
Jason Statham
Luke Evans
Paddy Considine
Zawe Ashton
Aidan Gillen
Christina Cole
Joe Dempsie
David Morrissey

Direção:
Elliott Lester

Produção:
Steve Chasman
Zygi Kamasa
Donald Kushner
Brad Wyman

Fotografia:
Rob Hardy

Trilha Sonora:
Ilan Eshkeri

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Jean Carlos da Rocha
    on

    Achei um elenco razoavel, boa atuações. Jason atua em excelente sincronia com seu personagem.

    Mas o roteiro estilo “tampando o sol com a peneira” é meio desagradavel é frustante na expectativa do expectador.

    Mas mesmo assim, vale a pena assistir.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑