Branca de Neve e o Caçador (“Snow White and the Huntsman”, EUA, 2012) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

A boa notícia é que finalmente pegaram um conto infantil – nesse caso dos irmãos Grimm – e transformaram num filme sombrio para adultos, ao invés de criar mais uma Sessão da Tarde como em “Espelho Espelho Meu”. Kristen Stewart, a eterna Bella da “Saga Crepúsculo” dá vida à Branca de Neve, aprisionada pela Rainha Má Ravenna (Charlize Theron de “Vidas que se Cruzam”) após ela ter matado o rei e pai de Branca de Neve. Até o dia que ela escapa para a floresta. Então a rainha contrata o Thor, ou melhor, um caçador para achá-la. Logicamente, como todos sabem, eles vão se unir para acabar com o reino da malévola Ravenna.

Impressionante os efeitos especiais, não só das criaturas mágicas, como principalmente dos sete anões, o que talvez os mais despercebidos não saibam, mas os atores que os interpretam não são anões, porém os efeitos fazem um tratamento semelhante ao que foi feito nos Hobbits de “O Senhor dos Anéis”.

A notícia ruim é que apesar de todas as boas intenções, o filme é mal escrito e mal dirigido. O novato Rupert Sanders não consegue imprimir uma fluidez na narrativa, a qual fica cheia de lacunas e remendos mal feitos. O arco romântico parece quase inexistente sem a mínima química ou tensão sexual entre os personagens, mesmo com uma configuração que poderia ajudar. Alguns dos diálogos são sofríveis, com destaque negativo ao discurso que Branca de Neve faz para os soldados no início do terceiro ato que fica sem pé nem cabeça. Aliás é simplesmente absurdo que uma garota que ficou presa durante sua vida inteira tenha aprendido (dormindo?) a dominar a arte da luta com espada.

Isso sem falar de certos insultos à inteligência da platéia como na cena em que os anões invadem o castelo através de um túnel, o mesmo que foi usado para a protagonista fugir. O que os roteiristas parecem ter ignorado é que o túnel saía num abismo e que seria impossível que os anões tivessem entrado por lá.

E o cerne de tudo se baseia na maior mentira do universo: um tal espelho que diz que Kristen Stewart é mais bonita que a insuperável Charlize Theron. Só por isso, esse espelho deveria ter sido deportado pra China. Brincadeiras a parte, a história da personagem de Theron é muito mais rica e deveria ser melhor explorada. Inclusive a sua relação com o próprio espelho, a qual numa determinada cena que indica ele pode ser apenas uma paranoia da sua cabeça, aguça a curiosidade do espectador. Infelizmente os realizadores esquecem a riqueza da personagem logo depois.

Branca de Neve e o Caçador” é uma boa promessa, mas com tantos erros que por pouco não naufraga. Ainda, vale como boa diversão no cinema, sendo esquecida logo em seguida. Em outras palavras, vale pela promessa e pela premissa.
[rating:3]

Ficha Técnica

Elenco:
Kristen Stewart
Chris Hemsworth
Charlize Theron
Sam Claflin
Sam Spruell
Ian McShane
Bob Hoskins
Ray Winstone
Nick Frost
Eddie Marsan
Toby Jones
Johnny Harris
Brian Gleeson
Vincent Regan
Noah Huntley
Lily Cole

Direção:
Rupert Sanders

Produção:
Sam Mercer
Palak Patel
Joe Roth

Fotografia:
Greig Fraser

Trilha Sonora:
James Newton Howard

 

1 Comment

Leave us a comment

  • bruna
    on

    well, pelo o que eu entendi do filme, a beleza da Branca de Neve estava no coração dela, não fisicamente 😛
    Não curti o filme, mas adorei os efeitos.
    Bela resenha.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑