Meu Amigo Hindu

Hector Babenco, que faleceu em 2016, foi o cineasta argentino mais brasileiro que já existiu. Ganhou notoriedade com os clássicos nacionais “Lúcio Flávio – Passageiro da Agonia” de 1977, “Pixote – A Lei do Mais Fraco” de 1981 e teve seu auge no premiado “O Beijo da Mulher Aranha” de 1985. Seu filme de despedida, “Meu Amigo Hindu”, foi autobiográfico e conta em terceira pessoa sobre um cineasta com câncer que afasta família e amigos com seu temperamento autodestrutivo e depois busca redenção.

Infelizmente Babenco parece nunca ter deixado a chanchada dos anos 80, pois orbita nessa produção entre delírios abstratos, cenas de nudez (da Maria Fernanda Cândido e Barbara Paz, inclusive) e sexo (desnecessário) e muito pouco sobre a história que deveria contar. Tanto que o tal amigo hindu é até meio difícil de identificar no meio do amontoado de personagens desnecessários, dispensáveis e descartáveis.

Pra piorar, o filme era falado em português até o ator americano Willen Dafoe de “Cães Selvagens” se interessar pelo projeto. Daí Babenco fez todo o elenco brasileiro falar inglês e o resultado saiu perto do catastrófico. Temos então um filme todo passado no Brasil onde os personagens brasileiros falam inglês entre si mesmo sem o protagonista por perto, o que não tem a mínima lógica. Pra piorar os nomes dos personagens – com exceção do principal – são todos brasileiros, mas são pronunciados com sotaque americano, beirando o ridículo.

Esses e outros problemas são tão gritantes que conseguem ofuscar a (pouca) história e jornada emocional do personagem que usa sua imaginação para eventos que quase não agregam conteúdo na narrativa. “Meu Amigo Hindu” é um desperdício de tempo e chega a ser constrangedor em alguns momentos. Uma pena.

Ficha Técnica

Elenco:
Willem Dafoe
Maria Fernanda Cândido
Reynaldo Gianecchini
Selton Mello
Bárbara Paz
Guilherme Weber
Dan Stulbach
Gilda Nomacce
Tuna Dwek
Tania Khalill
Maitê Proença
Dalton Vigh
Supla
Ary Fontoura

Direção:
Hector Babenco

Produção:
Hector Babenco

Fotografia:
Mauro Pinheiro Jr.

Trilha Sonora:
Zbigniew Preisner

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑