O Ditador (“The Dictator”, EUA, 2012) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

Ted” e “O Ditador” foram definitivamente as melhores comédias politicamente incorretas de 2012 até agora. Entretanto, sem desmerecer “Ted”, enquanto este usava de forma muito inteligente as referências das quais a maioria das produções do gênero se apropriou, Sacha Baron Cohen, o próprio ditador, usa da sua originalidade, acidez e genialidade cômica vistas com maestria em “Borat”, dirigido por este mesmo Larry Charles, para um roteiro bem diferente: o General Aladeen é o ditador de uma fictícia republiqueta no Oriente Médio. Dono de uma estupidez atroz, uma ingenuidade infantil e cheio de preconceitos que rendem afiadíssimas piadas, é vítima da inveja do tio (Ben Kingsley de “Hugo Cabret”), o qual arma para que Aladeen seja morto numa viagem aos EUA. Conseguindo escapar, mas sem provar que é o próprio general após tirarem a sua barba característica, ele se junta a uma dona de loja de alimentos naturais (Anna Faris de “Qual o Seu Número?”)e a um ex-compatriota para tentar recuperar a sua identidade.

O que mais chama atenção tanto no Aladeen, quanto no Borat de Sacha Baron Cohen é que ele os interpreta com um grau de ingenuidade tão grande, que o público se afeiçoa a ele mesmo proferindo o maior número de barbáries e atrocidades por minuto. Temas dos mais delicados, como pedofilia (a piada do grupo Menudo é de matar), racismo contra israelenses (o jogo do wii é de chorar de rir), entre outros, viram tema das mais grosseiras, porém deliciosas piadas. Mas não é só isso: usado como crítica social, seu texto chega ao ápice no último ato num discurso dos mais inteligentes sobre como a democracia americana pode ser parecer com uma ditadura da mídia e dos poderosos. E ainda sim, dá uma ótima piada.

O elenco se entrega ao besteirol de forma tão natural que parece até crível que os personagens sejam absurdos. O roteiro não perdoa nem famosos como Megan Fox e Edward Norton que gentilmente servem como motivo de chacota. São tantas as cenas onde o público vai cair na gargalhada, mas se há uma antológica é a do parto, a qual sozinha já valeria o filme inteiro. A musiquinha que mistura rap com ritmos árabes é bem descolada e dá um toque irreverente na trilha e ainda foi composta pelo primo de Sacha, que também compôs “Borat”.

O Ditador” é uma comédia obrigatória para quem não tem preconceitos dos preconceitos das piadas mais politicamente incorretas do planeta. Um verdadeiro deleite para ver mais de uma vez.
[rating:4]

Ficha Técnica

Elenco:
Sacha Baron Cohen
Ben Kingsley
Anna Faris
Jason Mantzoukas
Elena Goode
Megan Fox
Edward Norton
Chris Parnell
J.B. Smoove
John C. Reilly
Garry Shandling

Direção:
Larry Charles

Produção:
Sacha Baron Cohen
Alec Berg
Anthony Hines
David Mandel
Scott Rudin
Jeff Schaffer
Todd Schulman

Fotografia:
Lawrence Sher

Trilha Sonora:
Erran Baron Cohen

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑