O Espetacular Homem-Aranha (“The Amazing Spider-Man”, EUA, 2012) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

Depois de Batman e Superman, chega a vez da saga do Homem Aranha ter o seu reboot. Há uma grande diferença: de “Superman – O Filme”, encarnação cinematográfica mais conhecida para “Superman – O Retorno”, vão-se 28 anos; Do “Batman” de Tim Burton para “Batman Begins”, são 16 anos. Só que do primeiro “Homem-Aranha” para este reboot, são só 10 anos. E se olharmos pro último filme da trilogia, faz apenas 5 anos. Então esta nova produção dá muita margem para comparação.

E mais: independente da qualidade, “Superman” e “Batman” deram uma repaginada total em seu universo, enquanto que “O Espetacular Homem Aranha” parece ser apenas um recomeço ou, pior, uma repetição daquele de 2002, só que com atores diferentes e um vilão diferente. E isso acaba estreitando ainda mais o horizonte comparativo.

O aracnídeo na pele de Andrew Garfield (o Eduardo Saverin de “A Rede Social”) volta para o colégio dentro do velho clichê de nerd, é picado por uma aranha e o resto todo mundo já sabe. Claramente concebido para ser uma série maior que uma simples trilogia (cogita-se o aparecimento do herói numa continuação de “Os Vingadores”), os roteiristas até constroem uma trama interessante sobre o desaparecimento dos pais de Peter Parker, que certamente vai render bastante no cinema.

Garfield interpreta um Peter Parker como se tivesse tomado ecstasy, mas que, mesmo cheio de maneirismos e inferior ao do ótimo Tobey McGuire, não compromete. Infelizmente a química entre os personagens é muito mais pobre do que a da trilogia de Sam Raimi. O diretor Marc Webb de “500 Dias com Ela” se limita ao arroz com feijão herói / mocinha / vilão e coloca apenas um vínculo burocrático entre eles.

A gatinha Emma Stone (“Amor a Toda Prova”) parece apenas repetir sua persona de comédias românticas, enquanto o veterano Rhys Ifans (“Anjo do Desejo”) faz o seu melhor com um papel que beira o cartunesco. Por outro lado, os poderes do super-herói se aproximam bastante das revistas, dando destaque para a sua força e agilidade, bem como às teias que, dessa vez, são criadas através de um dispositivo especial.

Existem alguns furos do roteiro que chamam atenção como o próprio plano descerebrado do Lagarto e, mais ainda, a questionável solução encontrada pelo herói. Todavia não dá pra reclamar da ação e dos efeitos especiais que tomam conta da tela de forma bastante realista e, pra quem curte, os inúmeros tiques de comédia que permeiam a narrativa, às vezes de forma certeira, outras vezes estragando o momento.

Assim, “O Espetacular Homem Aranha” está totalmente dentro da normalidade de um bom filme de super-herói e merece sim ser assistido. E ainda tem direito a cena depois dos créditos. Pena que antes dele teve a trilogia do Homem Aranha do Sam Raimi que foi muito melhor.
[rating:3]

Ficha Técnica

Elenco:
Andrew Garfield
Emma Stone
Rhys Ifans
Denis Leary
Martin Sheen
Sally Field
Irrfan Khan
Campbell Scott
Embeth Davidtz
Chris Zylka
Max Charles
C. Thomas Howell

Direção:
Marc Webb

Produção:
Avi Arad
Matthew Tolmach
Laura Ziskin

Fotografia:
John Schwartzman

Trilha Sonora:
James Horner

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Daniel Bezerra
    on

    O problema de recontar uma historia que já foi contada de várias maneiras ( quadrinhos, animação e filme ) é que o filme sempre si torna bastante previsivel.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑