Os Mercenários 2 (“The Expendables 2”, EUA, 2012)

Genre : ,

Stallone é gênio. Ele criou um dos melhores filmes de 2012, sendo que este é do improvável gênero da ação trash. Começa que aqui tem tudo e todos que o primeiro não teve.

Como sempre a trupe de mercenários parte para uma missão aparentemente fácil de resgatar um artefato, mas que se revela bem mais complicada quando este é roubado por um vilão com o nome de.. Vilain (preciso dizer mais?) interpretado por um dos ex-astros de ação ausentes do antecessor, Jean Claude Van Damme (o eterno “Soldado Universal”). Além disso Vilain mata um dos novatos do grupo (Liam Hemsworth de “Jogos Vorazes” fazendo papel do cara que vai morrer logo no início do filme). Então Barney (Stallone) parte para a vingança com seu grupo.

Um dos grandes diferenciais desta continuação é que, ao invés de forçar a barra com as famosas mentiras de produções do gênero, o diretor Simon West (“Assassino a Preço Fixo”) criou uma espécie de realidade alternativa onde personagem e persona (ator) se misturam numa aura mítica onde tudo parece ser possível e aceitável. E dentro dessa aura, ver Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger com participações bem maiores e trocando seus antigos bordões em diálogos engraçadíssimos chega a ser impagável. Mas nada poderia preparar o espectador para a entrada magistral do já lendário Chuck Norris. A cena dele fazendo a piadinha da cobra (veja em “Chuck Norris Facts”) é desde já imortal.

E se a combinação de todos esses elementos já seria mais que suficiente para uma obra de ação acima da média, ainda há a ótima direção (sim, trash também precisa disso) com nível de edição e efeitos especiais superiores, dando muito mais ritmo e sensação de continuidade que o primeiro. Em “Os Mercenários 2” tudo parece funcionar como uma engrenagem afinada e com participações dosadas exatamente na importância que cada personagem tem na trama. Não tem como não amar.
[rating:4.5]

Ficha Técnica

Elenco:
Sylvester Stallone
Jason Statham
Jean-Claude Van Damme
Jet Li
Dolph Lundgren
Chuck Norris
Bruce Willis
Arnold Schwarzenegger
Terry Crews
Randy Couture
Liam Hemsworth
Scott Adkins
Nan Yu

Direção:
Simon West

Produção:
Avi Lerner
Danny Lerner
Kevin King Templeton
John Thompson
Les Weldon

Fotografia:
Shelly Johnson

Trilha Sonora:
Brian Tyler

 

1 Comment

Leave us a comment

  • Clayton
    on

    Será mesmo Stallone um gênio? Sim, é, surpreendentemente é. Primeiro por sacar que a mesma saudade que as pessoas tem do passado em relação a música, também a tem em relação aos filmes, mas muito melhor do que fazer remake, Stallone pegou os mesmos “heróis” do passado e os reuniu em um filme que muito bem poderia ter sido feito em décadas atrás, porém hoje em dia os efeitos especiais são devastadores, e nada melhor do que poder depois de todos esse anos rir de si próprio, do que fazia pra viver, e utilizar bordões como piadas. Todos os figurões estão juntos novamente, bem harmonizados com os heróis de ação atuais, com o elenco pluralizado com o aceite do convite desta vez do belga que faz 180 graus com as pernas, Van Damme, e participações mais longas e brilhantes numa troca infindável de alfinetadas entre Bruce Willis e Arnold Schwarzenegger. Nem vale a pena comentar o roteiro, pois o que interessa mesmo é a ação do início ao fim, e com certeza de como se divertiram fazendo este filme. A destacar a impagável participação de Chuck Norris, e a lamentar, a curta presença do chinês mais rápido do cinema, Jet Li. Pra assistir com o cérebro desligado e um sorriso de orelha a orelha… Chuck Norris facts kkk… Valeu Stallone, valeu.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑