Par Perfeito (“Killers”, EUA, 2010) ***NOS CINEMAS***

Genre : ,

Acabaram misturando o que houve de pior em “Sr. e Sra. Smith” e “Encontro Explosivo“. Katherine Heigl (“A Verdade Nua e Crua“) usando muito Photoshop no cartaz e uma pesada maquiagem em cena, é Jen, uma improvável nerd que após tomar um fora do noivo, vai para Nice com seus pais tirar umas férias. Lá ela encontra Spencer (Ashton Kutcher de “Idas e Vindas do Amor“) um assassino profissional que se apaixona por ela, larga a vida pregressa e os dois acabam se casando sem que ela saiba de sua ex-profissão. Três anos depois, com uma vida tranqüila, de repente vários assassinos apareçam para matá-lo e com um detalhe: todos eram amigos da vizinhança com colegas de trabalho de Spencer.

O filme tenta fazer graça com a) o fato da atabalhoada Jen descobrir a identidade secreta do marido e b) os assassinos profissionais serem seus vizinhos ou amigos. Como se isso não parecesse óbvio demais, o roteiro desmorona frente a tantos absurdos. Infelizmente expor a maioria dessas crateras narrativas aqui seria colocar spoilers na resenha, mas pode-se adiantar que ao saber quem é o mandante e pior, o motivo, transforma qualquer tentativa da produção ser engraçada um insulto à inteligência do espectador.

E o que dizer do fato de que no meio de tantas explosões, perseguições e tiroteios, não houve um policial sequer, nem um guarda de trânsito para tentar chamar reforços ou conter a situação. Massacrante é ter que agüentar Spencer com diálogos mais batidos do que carro-teste para cinto de segurança, como “Se eu te contasse a verdade, teria que matá-la” ou pior, “Digamos que eu trabalho para blá blá blá e tenho licença para blá“. Por incrível que pareça, o mais engraçado em cena é o veterano Tom Selleck (o eterno Magnum) interpretando o ranzinza pai de Jen.

Seu desfecho então é quase um atestado que nós, espectadores, assinamos como idiotas por ter agüentado até o final. Um atestado, aliás, escrito pelo mesmo Robert Luketic que fez “A Verdade Nua e Crua“. E já que ninguém gosta de ser feito de idiota, é melhor passar longe de “Par Perfeito“.

[rating:1.5]


Ficha Técnica

Elenco:
RyAshton Kutcher
Katherine Heigl
Tom Selleck
Catherine O’Hara
Katheryn Winnick
Kevin Sussman
Lisa Ann Walter
Casey Wilson
Rob Riggle
Martin Mull

Direção:
Robert Luketic

Produção:
Scott Aversano
Jason Goldberg
Mike Karz
Ashton Kutcher
Chad Marting

Fotografia:
Russell Carpenter

Trilha Sonora:
Rolfe Kent

 

3 Comments

Leave us a comment

  • Jazz @brabul
    on

    Ah, eu gostei do filme. É para assistir sem pretensões demais… Ótimo apra sessão da Tarde!

  • Eu já sabia...
    on

    Só vim ratificar o que ja supunha que irias escrever…Fraco, fraco e fraco…ainda perfiro os vamp…

  • Clayton
    on

    Na maioria de meus comentários, procuro redigí-lo a parte antes de ler o que o Aldo escreveu, a fim de não “contaminar” minhas observações, porém é fato que ocorrem muitas coincidências, mas nada tão igual como a impressão de que este filme é a junção de “Sr. e Sra. Smith” com “Encontro Explosivo”, porém sem o carisma dos atores das respectivas produções mencionadas. Ashton Kutcher já arrancou belas risadas com “A filha do Chefe”, “Recém Casados” e “De Repente Amor”, repetindo-se nesses papéis, além de ter demonstrado talento no bem bolado “Efeito Borboleta”, porém de lá pra cá apenas a Demi Moore acrescentou valor em sua carreira.
    Katherine Heigl com maquiagem até no espírito nem nos permite julgar se ela está bonita ou não no filme, o que acabou ficando irrelevante, pois faz o papel de piriguete para Kutcher. A química entre o casal não rola, tudo é forjado e por isso as cenas entre os dois não rendem mais do que os já batidos clichês permitem.
    Mas há méritos no filme, a qualidade de comédia melhora e muito com o casal interpretado por Tom Selleck e Catherine O’Hara, os comentários da mãe são um desastre e o eterno “Magnum” faz um cópia respeitosa de De Niro em “Entrando numa fria”. Nessa “mistureba” os mais experientes procuraram se salvar e com certeza omitirão esta película da filmografia, já os demais…

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑