Um Jantar Para Idiotas (“Dinner for Schmucks”, EUA, 2010)

Genre : ,

Um Jantar Para Idiotas” nada mais é do que “Um Parto de Viagem“, só que sem a viagem. Refilmagem de “O Jantar dos Malas” de 1988, o filme traz Paul Rudd de “Eu te Amo, Cara” como Tim, um profissional que descobre que seu chefe tem um costume peculiar: a cada mês ele organiza um jantar onde seus executivos preferidos devem levar convidados idiotas só para que os outros tirem sarro. E pra entrar nesse hall dos preferidos, Tim deve levar alguém assim. É quando ele esbarra em Barry (Steve Carell de “Uma Noite Fora de Série“) um taxidermista que adora retratar ratos, não tem nenhum traquejo social e é cheio de manias. Tim percebe que é a oportunidade perfeita e convida Barry pro jantar. Porém, Barry vai por engano à casa de Tim 24 horas antes do combinado e nesse tempo ele, sem querer, vai arruinar a vida do executivo.

Esse tipo de comédia vem sendo retratada à exaustão nos últimos tempos, sendo que Rudd e Carell fazem parte da trupe de figurinhas carimbadas que sempre povoa os exemplares do gênero. Como tal, o tipo de piada implícita em diálogos pseudo engraçados e algumas boas gags físicas marcam a constante presença. A dupla de protagonista é competente e é até surpreendente que Carell consiga encarnar um tipo que facilmente cairia no estereótipo, mas sem entrar nessa cilada. Entretanto, como mais um produto manufaturado de Hollywood o roteiro explora a dinâmica da relação de amor e ódio entre os dois, às vezes de forma forçada demais. O diretor Jay Roach, que já deve ter doutorado nesse estilo, cuja empreitada mais recente foi “Entrando Numa Fria Maior Ainda com a Família“, segue no automático, esbarrando em alguns lugares comuns, mas sem cair no ridículo.

Como a fábrica Hollywoodiana parece produzir filmes com cada vez mais velocidade, isto é, com velocidade tamanha que os cinemas nacionais não comportam o fluxo e muita coisa vai direto para DVD – como é esse o caso – “Um Jantar Para Idiotas” cumpre seu papel de divertir, mesmo que o espectador tenha aquela pulga atrás da orelha de que está vendo a mesma coisa, mas com outras caras. Qualquer semelhança não é mera coincidência. Mas vale a pena.

[rating:3]


Ficha Técnica

Elenco:
Steve Carell
Paul Rudd
Zach Galifianakis
Jemaine Clement
Stephanie Szostak
Lucy Punch
Bruce Greenwood
David Walliams
Ron Livingston
Larry Wilmore

Direção:
Jay Roach

Produção:
Laurie MacDonald
Walter Parkes

Fotografia:
Jim Denault

Trilha Sonora:
Theodore Shapiro

 

3 Comments

Leave us a comment

  • silvio3611
    on

    achei uma comédia satisfatória, tem uma sacada com o Morgan Freeman hilária, fazia tempo q não via uma comédia como essa de média pra boa, boa mesmo as últimas q vi foi se beber não case e hot tub time machine, to na expectativa pro filme Paul, tem td pra ser uma excelente comédia.

  • Danyelle Aires
    on

    Eu adorei o filme, mesmo que só tenha visto do meio pro fim. Ri muito, se bem que, eu acho graça de tudo mesmo. Mas é um tipo de “besterol” que é adequado pra passar o tempo com uma amiga que pouco vê, e principalmente quando acaba de chegar da academia e quer relaxar. Por tanto, a minha nota é, 7 (nem vermelha e nem azul, suficiente)

  • Juliano
    on

    Gostei bastante, me divertiu e emocionou.
    Digamos que, não exatamente consegui achar essa ligação com “Um Parto de Viagem”, achando este filme mais interessante e divertido.
    PS: sou fã do Steve Carell rs

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑