Star Trek (EUA, 2009) ***NOS CINEMAS***

[youtube Subdp7dnlZ0]

Reinvenção. Nunca esta palavra foi tão bem colocada como nesse pontapé de uma das séries de ficção científica mais cultuada do planeta. Tudo orquestrado pelo atual ‘Midas’ J.J. Abrams, criador da série Lost e diretor de “Cloverfield – Monstro“. Nada que uma viagem no tempo não dê um jeito.

A maior façanha do diretor é dar uma reviravolta na origem de todos os personagens sem afetar em nada a história original, seja da série da década de 60 ou dos longas de cinema que tiveram início em 1979. James T. Kirk (Chris Pine de “A Última Cartada“) é um jovem rebelde que para provar ser melhor que seu pai, morto em combate, alista-se na federação estrelar. Spock (o estreante Zachary Quinto) é um volcano que para desgosto do conselho de seu planeta natal, entra para a federação tentando provar a si mesmo que um filho de um volcano e de uma terráquea pode ter êxito longe de casa. Com a equipe da Enterprise ainda em formação, eles terão que enfrentar Nero (Eric Bana de “A Outra“) um romulano com uma gigantesca nave, disposto a destruir vários mundos por conta fatos misteriosos.

Esse é daqueles filmes de ação com ficção onde tudo funciona: da química entre os personagens – algumas surpresas picantes os aguardam – passando história de cada um e com seu devido tempo na tela, ao senso de humor cuidadosamente dosado e sem parecer piegas, passando pelos efeitos especiais desde já surpreendentes e com um ritmo frenético nas cenas de ação para colocar todo mundo pulando na cadeira.

Até os pequenos furos de roteiro como a facilidade de Kirk lidar com Spock numa cena crucial ou até a explicação meio furada que um personagem famosíssimo dá logo nos últimos minutos, passam despercebidas, ofuscadas pelas virtudes da produção. Agora sim “Jornada nas Estrelas” teve um começo com chave de ouro e, espera-se que suas continuações tenham o mesmo esmero. Vida longa e próspera a todos.

[rating:4]


Ficha Técnica

Elenco:
Chris Pine
Zachary Quinto
Leonard Nimoy
Eric Bana
Bruce Greenwood
Karl Urban
Zoe Saldana
Simon Pegg
John Cho
Anton Yelchin
Ben Cross
Winona Ryder
Clifton Collins Jr.
Tyler Perry

Direção:
J.J. Abrams

Produção:
J.J. Abrams
Damon Lindenlof

Fotografia:
Daniel Mindel

Trilha Sonora:
Michael Giacchino

 

3 Comments

Leave us a comment

  • Daniel Bezerra
    on

    Cara sou meio fã de J.J Abrams só em ter a assinatura dele como diretor e produtor já eh uma certeza q vai ser no minimo um bom filme. Ele conseguiu façanhas com a serie Alias as tres primeiras temporadas são sensacionais as outras 2 vc pode esquecer e fingir q não existiu pois ouve uma mudança nos roteristas, um dos maiores erros de J.J Abrams ele estava com a mente a mil criando a sua serie Lost desprezando totalmente a anterior. Filmes como Missão Impossivel 3 que pra mim foi o melhor dos três colocou ele em hollywood e acho meio dificil agora ele sair de lá. Não assiste esse Cloverfield vou colocar na minha lista de filmes. Nunca fui muito fã de Star Trek alias nem sou dessa epoca sou dos anos 80 pra cá. Mas talvez com um pouco de coragem eu vá assiste esse filme. J.J Abrams eh o novo genio cinematografico de Holywood espero q ele não deslize pegando bombas para produze ou dirigir.

  • curare
    on

    Tô doidinho pa vê! Jornada nas estrelas é magia pura!

  • Clayton
    on

    “E eles foram para onde ninguém esteve antes”. Essa frase e várias similares marcam Jornada nas Estrelas e suas derivadas. Como é bom quando se trata o fã com o devido respeito, sem dúvida não há Kirk sem Spock e vice-versa, mas todos os personagens secundários tiveram seus minutos de fama. As películas anteriores não foram violentadas com este novo começo, e embora sempre fale do futuro, atualizou a série, se é que me entendem. Deu base sólida para continuações, e não a ingrata missão e fazer um novo filme para corrigir o primeiro. Os efeitos especiais são de cair o queixo, destaque para as lutas no perfurador, ás vezes se esquece que não estão realmente a quilômetros de altura, tal a fobia que a cena causa. Chris Pine é promissor e Zachary Quinto já é velho conhecido da telinha pro Heroes e já vinha mostrando que teria espaço (no espaço!). Menção honrosa para Simon Pegg que é a bola da vez, está em todas! Só não é um filme perfeito devido justamente ao fato de ser muito bom, o roteiro é tão bem bolado que quando aparece falhas, elas ficam evidentes demais, como exemplificado em certa cena de atrito entre nossos principais personagens da S. S. Enterprise. Mas é perdoável, sem dúvida. Valia o preço do ingresso, vale o aluguel, e se sobrar, vale o preço do DVD.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑