Hércules (“The Legend of Hercules”)

Genre :
Actor :
Director :
Country :
Release Date : 2014

Hércules” é uma desastrada (no mau sentido) mistura de “300” com “Gladiador”, trazendo o ator bombado Kellan Lutz da “Saga Crepúsculo” em seu primeiro papel principal para o cinema mundial.

Ele é Hércules, filho de Zeus, sendo assim um semideus (não estamos falando nem de “Percy Jackson” ou “Fúria de Titãs”, por favor). Enfrenta a ira de seu pai de criação, um maligno rei, depois de ser banido do reino, deixado à morte, feito como escravo e vendo sua amada se tornar noiva de seu irmão malvado (uma espécie de Loki afeminado).

Dirigido por Renny Harlin que de tempos em tempos faz um filme bom como “5 Dias de Guerra”, esta sua empreitada é uma zorra, uma colcha de retalhos de um roteiro que parece ter cada parte escrita por alguém diferente e nenhuma revisão. Os eventos acontecem com uma rapidez e desprendimento de qualquer coerência que dá inveja aos roteiristas de comédias de besteirol. A cena em que Hércules está nadando num rio para salvar sua amada Hebe (não é a Camargo) e de repente aparece os dois abraçados numa poça d’água chega a ser constrangedora.

E é com essa falta de cuidado que o espectador acompanha as desventuras que leva o protagonista até o deserto longínguo e de volta à cidade num piscar de olhos, com direito a fazer personagens entrarem e saírem do reino com uma facilidade incrível mesmo sendo procurados vivos ou mortos, com direito a uma despreocupada sequencia onde Hércules e Hebe se encontram numa lagoa e fazem amor como se ninguém os vigiassem (e pelo roteiro, não tinha ninguém mesmo), onde Hebe propõe uma fuga ao herói, a qual é logo posta de lado, sendo que este era o primeiro plano deles logo no início da história.

Pelo menos as sequencias de luta, senão bem elaboradas, são bem criadas com efeitos de slow motion interessantes, mas que lá pela milésima vez começam a cansar. Não pouparam com efeitos especiais e até que o resultado foi bastante positivo, principalmente em 3D, o qual tem uma qualidade bem superior a produções mais famosas por aí.

Hércules” parece ter sido escrito e executado sob o efeito de LSD a inteligência do espectador é posta de lado com absurdos narrativos bem maiores do que ser filho de Zeus.

Ficha Técnica

Elenco:
Kellan Lutz
Gaia Weiss
Scott Adkins
Roxanne McKee
Liam Garrigan
Liam McIntyre
Rade Serbedzija
Johnathon Schaech
Luke Newberry
Kenneth Cranham

Direção:
Renny Harlin

Produção:
Boaz Davidson
Renny Harlin
Danny Lerner
Les Weldon

Fotografia:
Sam McCurdy

Trilha Sonora:
Tuomas Kantelinen

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑