O Predador (“The Predator”)

O Predador é uma franquia que há muito tempo perdeu o rumo, mas seus realizadores dizem que não. Na verdade, o artifício deles é bater na tecla que os outros filmes existiram nessa realidade e portanto, tudo é uma espécie de linha do tempo. Essa nova “história” (entre aspas) por si só já muda totalmente o conceito do que seria um predador, o que também aconteceu com “Predadores” de 2010 e na dobradinha esquecível “Aliens Vs. Predador”.

Aqui um predador vem pra Terra escapando de outro – um tal de super predador – por conta de um artefato misterioso e ambos caem na Terra e provocam uma luta sangrenta que vai envolver um soldado (Boyd Holbrook de “Em Busca da Justiça”), seu filho autista (Jacob Tremblay de “Extraordinário”) e uma cientista (Olivia Munn de “A Última Ressaca do Ano”), por sinal uma das personagens mais sem noção (no mau sentido) de toda a série, daquelas que a gente se pergunta o que ela está fazendo ali. Ainda tem uma questão sobre evolução através do DNA de outras espécies que se adequa bem ao roteiro, mas é contraditório com tudo o que a série já representou.

Durante todo o filme, pequenas referências – a maioria imperceptível (vide nas curiosidades) – aos filmes anteriores permeiam o roteiro, mas nada o suficiente para que a trama tenha aderência com a série, a não ser quando explicitamente citam as partes 1 e 2 da franquia (de longe, as melhores).

Se tem algo que o diretor Shane Black (do ótimo “Dois Caras Legais”) acerta é na violência gráfica que ficou com a mesma classificação do original de 1987, mostrando os requintes de crueldade das criaturas, o que não era visto há mais de 30 anos.

Por outro lado, erra feio em colocar uma dose cavalar de comédia em cada cena que, mesmo funcionando como piada, desconcerta totalmente a essência da produção. Principalmente com Olivia Munn que, pelo seu histórico cômico (que nunca achei tanta graça), tenta fazer uma esquete cada vez que ela aparece.

O Predador” é aquele filme mediano de ação cuja comédia atrapalha bastante o que realmente importa. Isso como filme individual. Como parte da franquia, continua atirando pra todos os lados e não acertando em nada.

Curiosidades:

– O diálogo sobre a discussão se predador seria o nome certo para a criatura foi para o filme porque realmente ocorreu nos bastidores, como uma provocação de Olivia Munn.
– O diretor Shane Black foi um dos soldados do primeiro Predador em 1987. Ele também foi contratado na época para revisar o roteiro, mas não o fez.
– Um dos soldados do time tem Síndrome de Tourette porque o diretor também tem.
– Arnold Schwarzenegger iria voltar como seu personagem Dutch no final do filme, mas recusou o papel.
– Numa das vitrines do laboratório é possível ver parte do exoesqueleto de um Alien da dobradinha “AvP”.
– O predador fugitivo é aquele que foi crucificado em “Predadores”, o que dá pra perceber por conta das marcas no capacete, Infelizmente é uma informação que foi pouquíssimo explorada (talvez pelos direitos autorais) e que poderia ser bastante valiosa.
– Um doa atores do filme, Steve Wilder, foi totalmente cortado depois de ter sido envolvido num escândalo sexual.
– A universidade e seu campo de futebol faz parte exatamente do mesmo cenário da série “Smallville”.
– Vários diálogos do filme são reproduções de diálogos do clássico de 1987 com pequenas variações, como uma forma de homenagem.
– A escola e universidade no filme se chama respectivamente Lawrence Gordon (produtor do Predador original) e John Hopkins (homenagem a John McTiernan e Stephen Hopkings, diretores das duas primeiras partes da franquia).
– Na cena em que o menino caminha pelas ruas no Halloweem, é possível ver por um momento a fantasia original do corpo primeiro predador passando. Ela foi vestida por ninguém menos que Jean Claude Van Damme em 1987.
– A sala que funciona como elevador foi inspirada na atração da Disney, A Casa Mal Assombrada.
– O cientista interpretado por Jake Busey, Keyes, é filho do oficial de governo Peter Keyes em Predador 2, embora isso nunca seja mencionado no filme (mais uma oportunidade perdida). Detalhe: quem interpretou Peter Keyes em Predador foi Gary Busey, pai de Jake Busey na vida real.

Ficha Técnica

Elenco:
Boyd Holbrook
Trevante Rhodes
Jacob Tremblay
Keegan-Michael Key
Olivia Munn
Sterling K. Brown
Thomas Jane
Alfie Allen
Augusto Aguilera
Jake Busey
Yvonne Strahovski
Brian A. Prince
Mike Dopud
Niall Matter
Javier Lacroix

Direção:
Shane Black

Produção:
John Davis
Lawrence Gordon

Fotografia:
Larry Fong

Trilha Sonora:
Henry Jackman

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑