Vingadores: Era de Ultron (“Avengers: Age of Ultron”)

Parece ser uma tônica na saga de super-heróis ou de um grupo deles, um aumento gradativo no número de personagens. E o grande desafio de qualquer roteirista e diretor é como lidar com cada um, dando sentido às suas histórias e motivações e equilibrando suas participações no filme. Imagina o que é então ter uma produção onde aparecem praticamente todos os personagens já vistos no universo Marvel (sem contar Homem-Aranha e X-Men é claro).

Por mais que um neófito possa acompanhar o desenrolar sem problemas, é preciso ter assistido todos os filmes da Marvel e ainda tê-los na lembrança para aproveitar 100% das referências mostradas. Joss Wheldon volta à direção e se sai até que muito bem nessa mistura tão complexa, com algumas ressalvas, é claro.

Tony Stark criar um programa de inteligência artificial chamado Ultron, o qual se volta contra os Vingadores, pois na sua mente, Ultron acha que a paz mundial só pode ser alcançada com a evolução da raça humana, o que significa sua extinção. Então nosso grupo de heróis vai ter que lutar contra a ameaça iminente, contra seus próprios demônios internos e contra eles mesmos, visto que o grande destaque narrativo é que, até o momento, os Vingadores nunca foram uma equipe, mas apenas um grupo de heróis que se unem eventualmente para o bem comum. Isso dá uma grande liberdade para o roteiro criar os mais variados conflitos.

Daí, temos ótima surpresas como as histórias de background do Arqueiro e da Viúva Negra e suas respectivas relações afetivas. Por outro lado, também força a barra para colocar todos os personagens com uma mesma relevância, como na sequencia dos sonhos de Thor e sua busca por uma verdade que simplesmente não se entende qual é e apenas gastam mais minutos de trama dentro dos já longos (mas nunca é demais) 141 minutos de projeção.

O diretor soube dosar muito bem a participação dos novos personagens, os irmãos Quicksilver e Bruxa Escarlate, interpretados por Aaron Taylor-Johnson e Elizabeth Olsen que já foram marido e mulher em “Godzilla”; e, é claro, da grata surpresa, o Visão (que já apareceu nos trailers), materializado por Paul Bettany (“Mortdecai: A Arte da Trapaça”), a própria voz de Jarvis desde o primeiro “O Homem de Ferro”. Este parece ser um personagem que deixa muitas portas abertas sobre sua personalidade que podem ser exploradas nas próximas sequencias.

Pra reforçar que a palavra de ordem do filme é equilíbrio, os momentos mais cômicos também foram muito bem dosados para que pudessem entreter sem nunca tirar o foco a seriedade da linha narrativa principal. As cenas de ação sempre bem coreografadas fazem o espectador entender tudo o que acontece na tela com um 3D orgânico que funciona bem ao ponto de esquecermos que está lá.

Com uma ou outra aresta para aparar melhor, “Vingadores: Era de Ultron” entrega tudo aquilo que promete, ação de primeira linha com roteiro inteligente e segue o ótimo legado do seu antecessor. Imperdível.

Ficha Técnica

Elenco:
Robert Downey Jr.
Chris Hemsworth
Mark Ruffalo
Chris Evans
Scarlett Johansson
Jeremy Renner
James Spader
Samuel L. Jackson
Don Cheadle
Aaron Taylor-Johnson
Elizabeth Olsen
Paul Bettany
Cobie Smulders
Anthony Mackie
Hayley Atwell
Idris Elba
Stellan Skarsgård
Claudia Kim
Thomas Kretschmann
Andy Serkis
Julie Delpy
Stan Lee

Direção:
Joss Whedon

Produção:
Kevin Feige

Fotografia:
Ben Davis

Trilha Sonora:
Danny Elfman
Brian Tyler

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑