Com Amor, Simon (“Love, Simon”)

Nem só dos artísticos “O Segredo de Brokeback Mountain” e “Me Chame Pelo Seu Nome” vive o tema da descoberta da (homo/bi) sexualidade. “Com Amor, Simon” mostra como dá pra fazer uma comédia romântica bem comercial e sem perder nada em qualidade.

O ator Nick Robinson que já havia feito outro romance também baseado num livro para os jovens, “Tudo e Todas as Coisas”, volta aqui nessa adaptação de outro livro, agora da autora Becky Albertalli. Ele é o Simon do título e, como logo narra no início, ele é um adolescente como qualquer outro de boa família e amigos, mas que tem um segredo que ainda não revelou: ele é gay. Quando ele descobre no blog do pessoal de seu colégio que há um gay enrustido, ele tenta entrar em contato com ele e começa a estabelecer uma calorosa comunicação, mesmo sem ambos se conhecerem. Isso vai leva-lo à busca pela identidade de seu interesse amoroso, mas também arrisca vazar para o mundo o seu segredo.

O diretor Greg Berlanti (“Juntos Pelo Acaso”) pega os clichês do gênero e os subverte em torno do novo contexto, dando um frescor e quase uma originalidade, fazendo o espectador ver algo parecido, mas por um prisma completamente diferente.

Melhor: o roteiro não se apega na dramaticidade do preconceito, pega o caminho contrário e surpreende com a dinâmica do protagonista com a família e amigos. Assim, o tema é tratado com uma leveza natural (não estamos há 30 anos atrás) e pega carona em gags narrativas ótimas, como a cena imaginária dos personagens confessando para suas famílias que são héteros ou na ótima sequencia ao som de Whitney Houston – I wanna dance with somebody.

Aliás, a ótima trilha sonora de Rob Simonsen (“Correndo Atrás de Um Pai”) imprime cadência e ritmo, potencializando a narrativa e, em vários momentos é quase a atração principal sem deixar a história de lado.

Com Amor, Simon” faz uso de elementos que funcionam na maioria dos filmes do gênero e os adequa a uma nova realidade, o que, combinado com o elenco carismático e trilha apaixonante, cativa o público e mostra que o slogan em que todos merecem uma linda história de amor, não poderia estar mais certo.

Curiosidades:

– Algumas cenas que mostram o quarteto principal se divertindo foram filmadas sem eles saberem, quando estavam no intervalo entre as filmagens, para dar naturalidade ao clima de amizade.
– Reparem que Simon só usa óculos nas cenas de flashback. No livro, ele usa óculos sempre.
– Há uma cena em que Simon e sua melhor amiga ficam deitados de forma idêntica aos personagens principais em “A Culpa é das Estrelas”. Foi proposital, pois ambos os filmes são da mesma produtora.
– O ator que faz o interesse amoroso de Simon foi mantido em segredo pelos realizadores até o lançamento do filme.

Ficha Técnica

Elenco:
Nick Robinson
Jennifer Garner
Josh Duhamel
Katherine Langford
Alexandra Shipp
Logan Miller
Keiynan Lonsdale
Jorge Lendeborg Jr.
Talitha Eliana Bateman
Tony Hale
Natasha Rothwell
Miles Heizer
Joey Pollari
Clark Moore
Drew Starkey

Direção:
Greg Berlanti

Produção:
Marty Bowen
Wyck Godfrey
Isaac Klausner
Pouya Shahbazian

Fotografia:
John Guleserian

Trilha Sonora:
Rob Simonsen

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑