O Mordomo da Casa Branca (“The Butler”)

Forest Whitaker de “Rogue One” entra em forma e dá vida ao mordomo que por mais de 30 anos e 5 presidentes serviu a mais alta cúpula da Casa Branca, passando pelo movimento dos direitos civis dos negos americanos, pela Guerra do Vietnam, entre outros acontecimentos, e como ele e sua família evoluíram a partir de então.

O diretor Lee Daniels (“Obsessão”) é responsável pelo melhor e pior nesta produção que conta com um elenco estelar, incluindo os saudosos Robin Williams e Alan Rickman. O protagonista tem a função de ser o alter ego do espectador do mundo atual que muito pensa e pouco faz, mas que ao mesmo tempo tem o mérito de se destacar numa sociedade onde o negro era discriminado (e ainda é, de certa forma).

Aliás, não só Whitaker como a apresentadora Oprah Winfrey e David Oyelowo – ambos de “Selma: Uma Luta Pela Liberdade” – como esposa e filho do mordomo respectivamente se saem surpreendentemente bem e tem um peso dramático tão relevante quanto o personagem principal.

Alguns aspectos técnicos deixam a desejar e são irregulares como a maquiagem que faz alguns personagens envelhecerem bem mais rápido que outros. Só acertaram mesmo com Oyelowo, cuja passagem da adolescência para a idade á adulta é ao mesmo tempo sutil e impressionante.

O diretor consegue encaixar os eventos marcantes do filme numa estrutura simples de entender, porém tão linear e cheia de lacunas que mesmo as pouco mais de duas horas não são capazes de fazer o espectador absorver tudo o que acontece, passando superficialmente por muita coisa, ao invés de ter mais foco naquilo que houve de mais relevante.

O Mordomo da Casa Branca” é um filme que se merece ver sem medo, fala de assuntos relevantes, mesmo que dê uma escorregada de vez em quando.

Curiosidades:

– Em “Selma: Uma Luta Pela Liberdade” Oprah Winfrey e David Oyelowo são personagens da mesma época retratada em “O Mordomo da Casa Branca”.
– O protagonista Cecil Gaines vivido por Forest Whitaker foi baseado na vida do mordomo Eugene Allen.
– Na estante de Gloria (Oprah Winfrey) há duas fotos de crianças. Uma delas é a filha de verdade de Oprah Winfrey.
– Ao invés de “The Butler”, o título original é “Lee Daniels’ The Butler” porque a Warner Bros tem em seu portfólio um curta metragem de 1916 com o nome de “The Butler” e não permitiu que a Weinstein Company usasse o mesmo título (que avareza).
– O autor no qual o filme é baseado, Danny Strong, faz uma aparição como o passageiro do ônibus que flerta com uma das personagens do grupo do filho de Cecil.
– O filme muda muita coisa do que aconteceu na vida real para se tornar mais dramático. Por exemplo:
1. O filho mais novo não morre na Guerra do Vietnam.
2. Gloria não era alcoólatra.
3. Cecil não foi pego roubando bolo e foi contratado para o hotel para depois impressionar um dos administradores de pessoal da Casa Branca. Ele simplesmente foi numa entrevista de emprego e conseguiu o trabalho.

Ficha Técnica

Elenco:
Forest Whitaker
David Banner
Michael Rainey Jr.
LaJessie Smith
Mariah Carey
Alex Pettyfer
Vanessa Redgrave
Aml Ameen
Clarence Williams III
Jim Gleason
Oprah Winfrey
David Oyelowo
Colman Domingo
Adriane Lenox
Terrence Howard
Tyson Ford
Cuba Gooding Jr.
Lenny Kravitz
Pernell Walker
James DuMont
Robert Aberdeen
Robin Williams
John Cusack
Olivia Washington
Yaya DaCosta
Jesse Williams
James Marsden
Minka Kelly
Chloe Barach
Liev Schreiber
Dana Gourrier
Nelsan Ellis
Colin Walker
Alex Manette
Mo McRae
Alan Rickman
Jane Fonda
Rusty Robertson
Nealla Gordon
Stephen Rider

Direção:
Lee Daniels

Produção:
Lee Daniels
Cassian Elwes
Pamela Oas Williams
Laura Ziskin

Fotografia:
Andrew Dunn

Trilha Sonora:
Rodrigo Leão

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑