O Diabo de Cada Dia (“The Devil All the Time”)

O diretor Antonio Campos de “Christine”, adaptou junto com seu irmão Paulo Campos e obra do autor Donald Ray Pollock e se inspirou bastante nos irmãos Coen para entregar essa pérola do suspense dramático cheio de reviravoltas.

O garoto Arvin (na vida real filho do diretor) passa por uma tragédia familiar com seus pais e quando completa 18 anos – já na pele de Tom Holland de “A Batalha das Correntes” – entra num ciclo vicioso de violência quando chega em sua cidadezinha o maléfico pastor Preston (Robert Pattinson de “O Rei”), enquanto não tão longe dali ainda há a trama de um policial corrupto (Sebastian Stan, o Soldado Invernal de “Vingadores”), cuja irmã Sandy (Riley Keough de “O Mistério de Silver Lake”) é casada com o psicopata Carl (Jason Clarke de “Cemitério Maldito”) e que também terão seus caminhos cruzados.

A produção pega essas várias tramas sob a bela e soturna narração em off do próprio autor do livro Donald Ray Pollock e constrói uma narrativa tensa que deixa o espectador constantemente desconfortável e agoniado, por sempre esperar algo de terrível. Antonio Campos desenvolve uma narrativa complexa, porém acessível o que facilita o entendimento dos atos e fatos pelos quais sua gama de personagens passa, além de saber meticulosamente em que parte da trama, as reviravoltas se mostrarão.

Destaque para o artifício em que a narração e a visualização da cena narrada ocorrem em momentos diferentes, o que muitas vezes se torna chocante e abre um amplo entendimento da diferença entre aquilo que é apenas ouvido e do que é visto e experimentado.

Quase todo o enorme elenco de estrelas do time A de Hollywood está impecável e ficaria até difícil apontar um destaque, não fosse Robert Pattinson ser um gênio e fazer talvez uma de suas melhores interpretações – ao lado de seu personagem em “O Farol”. Seu sotaque e tom de voz que denota uma fragilidade inexistente em seu personagem mal caráter, juntamente com toda a sua composição, mesmo que seu papel não ocupe tanto tempo de tela, já merecia indicações para melhor ator coadjuvante.

O Diabo de Cada Dia” foi feito para chocar, mas jamais sendo apelativo, usando de um roteiro muito bem estruturado, uma condução firma e ótimas atuações cujo resultado é puro talento.

Curiosidades:
– Robert Pattinson criou seu dialeto sozinho e não mostrou a ninguém até o primeiro dia de filmagens. Diretor e elenco ficaram apaixonados pela atuação e chamaram Pattinson de gênio.
– A cena das aranhas foi feita com aranhas reais e não efeitos digitais.
– O policial corrupto era para ser interpretado por Chris Evans, mas por conflito de agenda passou para Sebastian Stan. Curiosamente, no universo Marvel é como se o Capitão América fosse escolhido para o papel, mas que acabou ficando com o Soldado Invernal.
– Robert Pattinson e Sebastian Stan usaram roupas com enchimento para seus personagens parecerem mais gordos.
– O irmão paraplégico que toca junto com o primeiro pastor que aparece no filme é um músico de verdade.
– Há uma cena em que um personagem diz que ganhou uma arma Luger que foi aquela com a qual Hitler se matou na 2ª Guerra Mundial. Claramente era falsa porque Hitler se matou com uma Walther PPK.
– O diretor é americano, mas tem mãe italiana e pai brasileiro. Por isso o nome dele e do irmão são de origem brasileira.
– Todos (eu disse todos) os personagens sempre pensam estar sendo direcionados pelos comandos de Deus, mas na verdade era o Diabo o Tempo Todo. E esse é o motivo do título original cuja tradução literal é “O Diabo o Tempo Todo”.

Ficha Técnica

Elenco:
Tom Holland
Bill Skarsgård
Haley Bennett
Kristin Griffith
Sebastian Stan
Riley Keough
Jason Clarke
Harry Melling
Pokey LaFarge
Eliza Scanlen
Robert Pattinson
David Atkinson
Donald Ray Pollock
Michael Banks Repeta
Emilio Subercaseaux Campos

Direção:
Antonio Campos

Produção:
Max Born
Jake Gyllenhaal
Riva Marker
Randall Poster

Fotografia:
Lol Crawley

Trilha Sonora:
Danny Bensi
Saunder Jurriaans

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑