Suite Francesa (“Suite Française”)

Baseado no livro homônimo, “Suite Francesa” tem uma história tão interessante quanto a do livro no qual é baseado. Mas vamos primeiro falar do filme.

Início da Segunda Guerra Mundial numa pequena vila na França, Lucile (Michelle Williams de “Depois do Casamento”) vive com a sogra, a avarenta Madame Angelier (Kristin Scott Thomas de “Quatro Casamentos e Um Funeral”) numa grande propriedade e vivem de cobrar o aluguel de outras casas que alugarem seus terrenos enquanto o filho e marido de Lucile foi lutar na guerra.

Quando os alemães chegam, um dos comandantes, Tenente Bruno (Matthias Schoenaerts de “A Lavanderia”) se instala na mansão de Angelier e acaba despertando um sentimento em Lucile, o qual é retribuído. Mais do que a invasão alemã, a pequena vila cheia de fofocas e burburinhos pode provocar um estrago ainda maior do que a guerra.

Dirigido por Saul Dibb de “A Duquesa”, ele dribla os clichês de ambos os gêneros a que se propõe: a guerra e o amor proibido, focando mais na dinâmica entre o leque de personagens da vila e como seus atos podem ter consequências potencializadas pela inveja, ciúme, avareza e soberba.

Com uma bela reconstituição de época e fotografia de Eduard Grau (“As Sufragistas”), o vasto elenco dá o seu melhor e envolve o espectador mostrando suas diversas camadas dramáticas, onde ninguém é de verdade bom ou mal, com uma autenticidade que transpira em cada atuação, até mesmo naquelas com menos tempo de tela.

Destaque para a trilha de Rael Jones de “Minha Prima Raquel”, mas quem fez a belíssima partitura da Suíte Francesa que o Tenente Bruno toca no piano foi o mestre premiadíssimo Alexandre Desplat de “Adoráveis Mulheres”.

Com um clímax modesto, mas poderoso, “Suíte Francesa” se consolida como um ótimo drama de época com ótimas atuações e relevantes mensagens sobre como as pessoas podem agir perante a adversidade.

O livro:

O livro nunca foi terminado. Irène Némirovsky era uma judia que começou a escrever o livro, mas foi capturada e levada ao campo de concentração de Auschwitz, onde veio a morrer em 1942. Ela continuou escrevendo de lá e sua filha, Denise Epstein, acabou achando ao final da guerra. Ela guardou o livro durante décadas achando que era um diário e nunca leu. Quando ia doar para um museu na década de 90, resolveu ler antes e viu que era uma história de amor durante a guerra. Então conseguiu publicar o livro em 2004, tornando-se um bestseller póstumo na França. Denise Epstein faleceu em 2013, dois meses antes do início das filmagens.

No filme há uma pequena homenagem à autora que é a personagem de Paris que aluga uma casa com a filha. Inclusive foi filmada uma cena em que a filha acharia o livro da mãe, mas cortaram a cena para não desviar muito da história principal. No filme Suíte Francesa é uma partitura, e não um livro.

Curiosidades:

– Matthias Schoenaerts, ator belga, teve que aprender alemão e a tocar piano para esse filme.
– Sabe quem faz uma ponta no filme? Nossa querida Arlequina Margot Robbie. E foi nas filmagens que ela conheceu o atual marido, o assistente de direção Tom Ackerley.
– A atriz Alexandra Maria Lara (“Tempestade: Planeta em Fúria”) que interpreta a parisiense que aluga uma casa com a filha é casada com Sam Riley (“Malévola”) que interpreta Benoit, um fazendeiro e personagem chave no filme.

SPOILER! SÓ LEIA SE JÁ TIVER VISTO O FILME!

O livro não acaba onde o filme termina. Ainda há um capítulo posterior. O que acontece:
• Lucile chega em Paris e cuida de Benoit junto com amigos da resistência.
• Alguns deles haviam sido presos e Benoit organiza uma fuga, enquanto Lucile contacta Bruno para tentar soltá-los.
• Ocorre a fuga e dentre os presos está Jean, soldado francês por quem Lucile se apaixona.
• Porém ela ainda ama Bruno e quando Jean descobre ele a abandona para o campo de batalha e morre heroicamente.
• No front leste de batalha, Bruno morre numa batalha.
• Benoit também morre numa luta e Lucile termina sozinha.

Ficha Técnica

Elenco:
Michelle Williams
Kristin Scott Thomas
Matthias Schoenaerts
Sam Riley
Margot Robbie
Lambert Wilson
Ruth Wilson
Eric Godon
Deborah Findlay
Vincent Doms
Simon Dutton
Diana Kent
Themis Pauwels
Alexandra Maria Lara
Nicolas Chagrin
Clare Holman
Bernice Stegers
Harriet Walter
Paul Ritter
Tom Schilling
Heino Ferch
Niclas Rohrwacher

Direção:
Saul Dibb

Produção:
Romain Brémond
Andrea Cornwell
Michael Kuhn
Xavier Marchand

Fotografia:
Eduard Grau

Trilha Sonora:
Rael Jones

 

No Comments

Leave us a comment

No comment posted yet.

Leave a Comment

↑ BACK TO THE TOP ↑